Programa LIFE investe em 122 novos projetos

27/01/2016

A Comissão Europeia anunciou os 96 projetos ambientais e 26 projetos de ação climática que irão receber 197,35 milhões de euros de cofinanciamento do programa LIFE, o principal instrumento de financiamento da UE para o ambiente e a ação climática.

Em novembro, a Comissão Europeia anunciou quais os projetos que irá apoiar ao abrigo do programa LIFE entre 2014 e 2020 pela sua contribuição para um futuro eficiente na utilização dos recursos, sustentável e hipocarbónico. São 96 projetos ambientais, para os quais a Comissão irá contribuir com 160,6 milhões de euros, e 26 projetos de ação climática, que irão receber 36,75 milhões de euros. Este foi o primeiro convite à apresentação de propostas do programa LIFE com um fluxo de financiamento específico para projetos de ação climática.

Seguem-se alguns dos projetos selecionados para receberem apoio do programa LIFE.

Projetos ambientais

Reduzir a utilização de fertilizantes: Este projeto francês tem por objetivo demonstrar que um revestimento de sementes inovador produzido a partir de um polímero de origem natural pode reduzir a necessidade de aplicar fertilizante, reduzindo o consumo de água na agricultura. O revestimento promove o crescimento precoce da raiz, permitindo à planta absorver nutrientes e água adicionais numa fase crítica. Será testado em 7 000 toneladas de sementes, nomeadamente de milho, trigo e soja.

Barragens ecológicas: Em busca de uma abordagem mais ecológica do que o comum betão armado para o restauro das barragens, este projeto irá instalar medidas de controlo da sedimentação e da erosão utilizando matéria orgânica reciclada em duas barragens na Baviera, no sul da Alemanha. Irá, depois, testar a sua estabilidade e segurança, bem como o seu potencial ecológico e eficiência económica.

Remover os resíduos farmacêuticos das águas residuais: Um projeto que visa testar uma forma de remover os compostos farmacêuticos das águas residuais irá ser realizado em duas regiões portuguesas com escassez de água: Lisboa e Algarve. Irá realizar um ensaio de três anos utilizando adsorventes ecológicos de resíduos vegetais locais (alfarroba e cortiça) e coagulantes bipoliméricos em estações de tratamento de lamas ativadas para testar o êxito e a eficiência em termos de custos do processo.

Restaurar as pastagens: Um projeto na Eslovénia irá restaurar e proteger dois tipos de pastagens — as pastagens secas e o Nardus (um habitat importante para as plantas e os invertebrados árticos e alpinos)— trabalhando em conjunto com os proprietários das terras e outros potenciais utilizadores das terras para reduzir a fragmentação no uso das terras e melhorar a gestão das pastagens.

Projetos de ação climática

Restaurar as turfeiras: Um novo instrumento destinado a medir as emissões de gases com efeito de estufa das turfeiras geridas na Letónia irá permitir aos decisores políticos otimizar os impactos do restauro das turfeiras na biodiversidade, no crescimento económico e na atenuação das alterações climáticas. O projeto irá também criar um inventário e uma base de dados de turfeiras degradadas em todo o país.

 

Programa LIFE

O programa LIFE é o instrumento de financiamento do ambiente e da ação climática da UE. Desde a sua criação, em 1992, financiou mais de 4 000 projetos, mobilizando 7,8 mil milhões de euros e contribuindo com 3,4 mil milhões de euros para a proteção do ambiente e do clima. O orçamento do programa LIFE para 2014-2020 é de 3,4 mil milhões de euros, a partilhar entre projetos ambientais e de ação climática.

Para saber mais: http://ec.europa.eu/environment/life/

in Revista Ambiente para os Europeus